Alvaro Pereira - Gestor Imobiliário
Light mudará modelo de conta de luz para proteger dados de consumidores
Voltar para o blog

Light mudará modelo de conta de luz para proteger dados de consumidores

Medida consta em Termo de Ajustamento de Conduta firmado com a Defensoria Pública e o Ministério Público

O Rio de Janeiro vai ganhar um novo modelo de conta de luz. Na última quinta-feira, a  Light assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Defensoria Pública (DPRJ) e o Ministério Público (MPRJ. No documento, a distribuidora de energia elétrica se comprometeu a adotar um tipo de cobrança impressa que preserve os dados dos consumidores.
A mudança vai valer para os 31 municípios atendidos pela companhia. O descumprimento está sujeito à multa.

A mudança na conta, que passou a ser impressa no momento em que o medidor faz a leitura, gerou muitas reclamações, principalmente de quem optou pelo pagamento por meio de débito automático. É que o documento é aberto e expõe dados pessoais e bancários dos consumidores.

Pelo TAC, a parte da conta onde constam as informações passará a vir com um lacre. Segundo explicou o defensor público e subcoordenador do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da DPRJ, Eduardo Chow de Martino Tostes, com o novo modelo, as informações pessoais dos consumidores, como o valor da fatura e dados bancários, nos casos em que a cobrança está cadastrada em débito automático, deixarão de ficar expostos, sendo imediatamente perceptível ao usuário o eventual rompimento do boleto de cobrança.

"A partir deste TAC, todos os consumidores da Light, terão a devida proteção aos seus dados pessoais, não mais sendo facilmente expostos e utilizados por pessoas estranhas, que antes podiam ter o acesso a estas informações nas faturas que a empresa enviava", afirmou.

A assinatura do documento põe fim aos procedimentos abertos pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público para investigar o caso. O acordo prevê multa de R$ 10 mil para cada grupo de 100 reclamações recebidas e registradas pela Defensoria e pelo MPRJ dentro de um período de três meses.



Fonte: https://meiahora.ig.com.br/geral/2019/10/5814362-light-mudara-modelo-de-conta-de-luz-para-proteger-dados-de-consumidores.html

Outros posts

  1. As vantagens de contratar um seguro residencial

    As vantagens de contratar um seguro residencial

    Lidar com situações pontuais que envolvam a casa ou o apartamento faz parte do dia a dia de muitos consumidores. Diante deste cenário, o seguro residencial conta com uma série de opções para...

  2. Como funciona uma vistoria de imóvel

    Como funciona uma vistoria de imóvel

    Para garantir que está tudo certo, é fundamental realizar uma boa inspeção no imóvel antes da entrega das chaves. Mas você sabe o que é vistoria de imóveis e qual é a importância dessa...

  3. De quem é a taxa extra de condomínio correspondente a indenização por aposentadoria de porteiro?

    De quem é a taxa extra de condomínio correspondente a indenização por aposentadoria de porteiro?

    O contrato de locação firmado entre as partes já tem 12 meses (10/01/2013 a 09/01/2014). O locatário diz que a taxa não é dele, e o proprietário também não concorda em pagar. Serão 3...

Alvaro Pereira - Gestor Imobiliário

21 97160-9320 21 3579-2480

Alvaro Pereira - Gestor Imobiliário

21 97160-9320
|