Light mudará modelo de conta de luz para proteger dados de consumidores
Voltar para o blog

Light mudará modelo de conta de luz para proteger dados de consumidores

Medida consta em Termo de Ajustamento de Conduta firmado com a Defensoria Pública e o Ministério Público

O Rio de Janeiro vai ganhar um novo modelo de conta de luz. Na última quinta-feira, a  Light assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Defensoria Pública (DPRJ) e o Ministério Público (MPRJ. No documento, a distribuidora de energia elétrica se comprometeu a adotar um tipo de cobrança impressa que preserve os dados dos consumidores.
A mudança vai valer para os 31 municípios atendidos pela companhia. O descumprimento está sujeito à multa.

A mudança na conta, que passou a ser impressa no momento em que o medidor faz a leitura, gerou muitas reclamações, principalmente de quem optou pelo pagamento por meio de débito automático. É que o documento é aberto e expõe dados pessoais e bancários dos consumidores.

Pelo TAC, a parte da conta onde constam as informações passará a vir com um lacre. Segundo explicou o defensor público e subcoordenador do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da DPRJ, Eduardo Chow de Martino Tostes, com o novo modelo, as informações pessoais dos consumidores, como o valor da fatura e dados bancários, nos casos em que a cobrança está cadastrada em débito automático, deixarão de ficar expostos, sendo imediatamente perceptível ao usuário o eventual rompimento do boleto de cobrança.

"A partir deste TAC, todos os consumidores da Light, terão a devida proteção aos seus dados pessoais, não mais sendo facilmente expostos e utilizados por pessoas estranhas, que antes podiam ter o acesso a estas informações nas faturas que a empresa enviava", afirmou.

A assinatura do documento põe fim aos procedimentos abertos pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público para investigar o caso. O acordo prevê multa de R$ 10 mil para cada grupo de 100 reclamações recebidas e registradas pela Defensoria e pelo MPRJ dentro de um período de três meses.



Fonte: https://meiahora.ig.com.br/geral/2019/10/5814362-light-mudara-modelo-de-conta-de-luz-para-proteger-dados-de-consumidores.html

Outros posts

  1. ‘Nada vai segurar o boom imobiliário’

    ‘Nada vai segurar o boom imobiliário’

    Sem surpresas negativas na economia em 2019, empresário espera um novo ciclo de crescimento para o setor Passada a fase mais dura da crise que derrubou a construção civil, um dos empresários mais emb...

  2. Preço do aluguel tem queda real pelo quarto ano seguido em 2018

    Preço do aluguel tem queda real pelo quarto ano seguido em 2018

    Pelo quarto ano seguido, o preço do aluguel de imóveis subiu abaixo da inflação em 2018, ou seja, teve queda real. No ano, o valor médio de locação acumulou alta de 2,33%, enquanto a inflação subiu...

  3. Nova lei impede que empresas cobrem por estimativa de consumo!

    Nova lei impede que empresas cobrem por estimativa de consumo!

    Nova lei impede que empresas cobrem por estimativa de consumo, cobranças retroativas e cobranças indevidas do conserto do medidor. Segue a lei:O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos te...

Este site utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação.

Alvaro Pereira - Gestor Imobiliário

55 2197 160 9320 55 2135 792 480

Alvaro Pereira - Gestor Imobiliário

55 2197 160 9320